Vendas: (16) 3605 5599               SAC: 0800 885 7600
Atendimento via WhatsApp Atendimento via WhatsApp

Doenças Inflamatórias Intestinais: entenda a Campanha Maio Roxo


Data: 02/05/2022

Doenas Inflamatrias Intestinais:  entenda a Campanha Maio Roxo
As Doenças Inflamatórias Intestinais são o tema da campanha do mês, Maio Roxo. O movimento convida você a refletir sobre a importância da conscientização e prevenção.
 
As principais doenças abordadas pela campanha são a Retocolite Ulcerativa e a Doença de Crohn.
 
Acompanhe nossa matéria sobre a campanha Maio Roxo e entenda quais são os sintomas, as formas de prevenção, a importância do apoio e acolhimento para quem convive com as doenças e o diagnóstico.

Doenças Inflamatórias Intestinais: conheça os sintomas

Segundo o site CDD, Crônicos do Dia a Dia, os sintomas apresentados pelas DII podem abranger uma variação de leve a grave, o que pede maior atenção ao diagnóstico precoce, assunto que abordaremos adiante em nossa matéria.
 
Os sintomas mais comuns são: 
• Febre;
• Fadiga;
• Diarreia;
• Sangue nas fezes;
• Dor abdominal e cólica;
• Perda de apetite e de peso.
 
Caso apresente um destes sintomas, procure um médico.

Conheça as formas de prevenção para as inflamações intestinais

As formas de prevenção das Doenças Inflamatórias Intestinais estão relacionadas a bons hábitos como:
• Prática de exercícios físicos;
• Abandono do tabagismo;
• Adoção de dieta saudável rica em fibras, água, legumes líquidos e verduras;
• Consumo de, pelo menos, 2 litros de água por dia.
 
Podemos citar como fatores de risco destas doenças:
• Idade: algumas pessoas podem desenvolver as DII abaixo dos 30 anos ou até os 60 anos.
• Hereditariedade: membro da família que desenvolveram a doença.
• Fator ambiental: regiões com clima frio e má alimentação com dieta rica em alimentos processados.

Acolhimento para quem convive com doenças intestinais

As Doenças Inflamatórias Intestinais influenciam diretamente na qualidade de vida dos pacientes. É necessário apoio com ajuda de psicólogos e a troca de experiência entre indivíduos que apresentem o mesmo problema, é fundamental neste cenário.
 
“Nestes encontros, a pessoa pode se ver e se ouvir na fala do outro, pois todos apresentam sintomas e situações de vida semelhantes.” Comenta a psicanalista Denise Steinwurz em entrevista para a ABCD.
 
Em conjunto, o tratamento clínico e a ajuda oferecida pelo suporte social/familiar também fazem parte deste contexto. Eles podem proporcionar a redução do estresse, auxiliando no controle da doença.

Entenda o diagnóstico para doenças no intestino

O diagnóstico das DII pode ser realizado por meio de dados clínicos, laboratoriais, radiológicos histológicos e endoscópicos. Porém, é importante salientar que o diagnóstico precoce é fundamental para aumentar a qualidade de vida do paciente, pois pode oferecer melhores condições para recuperação e um tratamento menos agressivo.
 
O melhor aliado ao diagnóstico precoce, como dito anteriormente, é reconhecimento dos sintomas na fase inicial. Fique atento e valorize sua saúde e de quem convive ao seu redor.
 
Junte-se a Unimed e apoie a campanha Maio Roxo. Compartilhe esta matéria e ajude a disseminar informações fundamentais sobre Doenças Inflamatórias Intestinais.



Home
Notícias

Esse site utiliza cookies para viabilizar a sua navegação, gerenciar suas funcionalidades e aprimorar sua interação com nossos produtos e serviços. Todos os cookies, exceto os estritamente necessários, precisam de seu consentimento para serem utilizados.
Para saber mais visite a nossa Política de Privacidade e Proteção de Dados.

Esse site utiliza cookies para viabilizar a sua navegação, gerenciar suas funcionalidades e aprimorar sua interação com nossos produtos e serviços. Todos os cookies, exceto os estritamente necessários, precisam de seu consentimento para serem utilizados.
Para saber mais visite a nossa Política de Privacidade e Proteção de Dados.