Vendas: (16) 3605 5599     SAC: 0800 885 7600
Rua Lafaiete, 766              Atendimento via WhatsApp

Campanha da Unimed Ribeirão Preto alerta para os riscos do AVC


Data: 26/10/2020

Campanha da Unimed Ribeiro Preto alerta para os riscos do AVC

Desequilíbrio brusco, súbita e explosiva dor de cabeça, dificuldade de fala ou entendimento, perda de força em partes do corpo ou perda parcial ou total da visão são os principais sintomas repentinos do acidente vascular cerebral.

Lembrado em 29 de outubro, o Dia Mundial de Conscientização sobre o AVC busca alertar a população sobre os principais sinais e os riscos de acometimento pelo acidente vascular cerebral, considerada a segunda causa de morte e incapacidade no Brasil e no mundo e a emergência médica mais prevalente nas redes de atendimento em saúde.

Para marcar a data, a Unimed Ribeirão Preto desenvolveu uma campanha de conscientização, para alertar seus clientes sobre a necessidade da rapidez na identificação dos sinais e no início do tratamento com o menor espaço de tempo possível, para evitar sequelas em quem sofre um AVC. “Trata-se de um problema de instalação repentina, que tem como principais sinais, alterações neurológicas como desequilíbrio brusco ou dificuldade de andar, uma súbita e explosiva dor de cabeça, tontura incapacitante repentina, perda visual total ou parcial, perda de força em partes do corpo ou dificuldades de fala oude entendimento”, orienta a neurologista Soraia Ramos Cabette Fábio, coordenadora da área de Neurologia do Hospital Unimed de Ribeirão Preto.

Apresentando qualquer um destes sintomas, o cliente da Unimed Ribeirão deve acionar imediatamente a UTI Móvel da Unimed gratuitamente. “A rapidez no atendimento por um hospital de referência, como o Hospital Unimed Ribeirão Preto, reduz significativamente as chances de sequelas. Conseguimos iniciar o tratamento em menos de 45 minutos da entrada do paciente no hospital”, aponta a neurologista.

Toda rapidez no atendimento é possível no Hospital Unimed graças ao rigoroso protocolo baseado em diretrizes científicas nacionais e internacionais, além de treinamento constante pelo qual passam suas equipes. “Contamos com médico neurologista presente no hospital 24 horas, enfermeiros especializados nos protocolos, além de equipede neurocirurgia e de radiologia intervencionista”, explica Dra. Soraia.

Caso a suspeita de um acidente vascular cerebral não seja investigada e, havendo confirmação, não seja iniciado o tratamento nas primeiras quatro horas a partir do surgimento dos sintomas, além de dificuldades de andar ou movimentar um dos lados do corpo, o paciente poderá apresentar sequelas como perda do campo de visão, problemas na fala ou entendimento e aumento para o risco de demência.

Mais comum em pessoas idosas, o AVC ocorre também em pessoas mais jovens, muitas vezes relacionado ao estilo de vida atual, fortemente marcado pelo sedentarismo, estresse, má alimentação e sobrepeso. “Existe um risco maior para casos não tratados de hipertensão arterial, associado a diabetes e tabagismo, por exemplo. Quem apresenta estes problemas, associados à falta de atividades físicas, corre 50% de risco de ter um acidente vascular cerebral em dez anos”, alerta a neurologista.




Home
Notícias
mapa do site da
unimed ribeirão preto